quinta-feira, janeiro 06, 2011

7 - reunião de reavaliação do processo de adopção

Eis que por se terem passado mais de 18 meses de recepção do certificado de adopção tivemos a nossa sessão de reavaliação. Ao contrário dos outros distritos esta é presencial.
Foi uma conversa de quase hora e meia bastante agradável, mas para a qual tivemos de tirar férias pois o código de trabalho não prevê esta falta.
Mantivemos a pretensão, as características da criança e informámos que mantinhamos as mesmas características, emprego e afins.
Falou-se na lista nacional, finalmente vai ter uso.
No entanto as questões levantadas são muitas e deixo aqui as principais.
Segundo a técnica a lista vai ser usada por pressão dos candidatos e não pelo interesse da criança, eles próprios vão ser prejudicados em pormenores do processo embora nalguns distritos possam ganhar algum tempo.
Se houver uma criança para o meu perfil e tiver chegado a minha vez, serei contactada pela equipa da área da criança, teremos de ir lá receber dados da proposta, e depois passar uma semana nesse mesmo local para a transição.
Já houve um casal que foi do Porto aos Açores e foi lá que foi feita a transição.
Ao contrário das transições habituais, estas passarão em muitos casos a ser feitas em hotéis. Imaginem o Algarve onde há mais rapidez/crianças, teremos de ir lá saber a proposta, e depois voltar para a transição. No primeiro dia ficamos na instituição, no 2º damos passeio com criança, quando for para ela dormir connosco será no hotel.
Por sua vez a pré-adopção será seguida, em princípio pois a dúvida subsiste, pela equipa da área do casal e onde a criança passará a residir.
Foi muito interessante aperceber-me destas novas nuances, nunca tinha pensado como seria isso da lista nacional passar a funcionar.
Pensei ainda que a proposta pudesse ser apresentada pela equipa que conhece os candidatos, mas de modo a tentar fazer o emparelhamento entre criança e família deve ser dada a possibilidade à equipa que conhce a criança "avaliar" também a família.
Os tempos desta fase podem ser um pouco dilatados, embora no geral os grandes centros onde a espera é de 7 anos para uma criança até 3 anos de idade possam ser beneficiados com estas alterações.
Seremos contactados de novo em 18 meses, ou antes para a formação.
A formação será de 5 sessões em 2meses e meio, mas irão começar pelos casais que estão prestes a receber uma criança.
E penso que isto foi o essencial.

4 comentários:

Marina* disse...

Espero que tudo de certo e com a graca de DEUS voce possam receber esse milagre lindo que vem do coracao.
Um grande abraco ;)

em busca de uma estrela disse...

Um excelente 2011 e que este seja o ano da concretização de muitos sonhos.

Carla disse...

Obrigada pela partilha. Embora refiras estas novidades, sei de um caso -desconheço por que motivo- em que o casal foi de férias para os Açores para a dito transição e isto foi seguramente há mais de 3 anos

PatiF disse...

Olá, eu vou começar essa Formação agora em Setembro (formação C), não sei no que consiste? na SS não explicaram. Por acaso sabe dizer no que consiste?
Obrigada
PatiF.